Santa Casa de Mauá investe em treinamento interno

0 Comentários 21 Visualizações
Santa Casa de Mauá investe em treinamento interno

Para aprimorar ainda mais a humanização e a qualidade do atendimento aos seus pacientes, instituição realizou um workshop para os atendentes e encarregados do Hospital.

O evento contou com a palestra O Poder Transformador do Coaching, ministrada por Cibeleh Augusto, coach integral sistêmico, e envolveu técnicas de como o coaching pode desenvolver a inteligência emocional para lidar com as emoções, desafios, decisões e relacionamentos diários de forma equilibrada.

Segundo o superintendente Harry Horst Walendy, em 2018 a Santa Casa continuará investindo pesado em treinamento e capacitação para recepcionistas e atendentes, já que eles são o primeiro contato do paciente. “Estamos trabalhando para fazer a Santa Casa de Mauá, o melhor hospital da região e referência no Grande ABC”, declara Walendy.

“A ideia é formar ciclos de mini meetings, com o objetivo de preparar os colaboradores, novos e antigos, para as atuais necessidades da área de atendimento”, acrescenta Rogério Borges, gestor de Marketing

Perfil: Com 51 anos de fundação, a Santa Casa de Mauá passa atualmente por ampla reforma e ampliação de suas instalações e, em breve, será finalizada a obra do pronto atendimento que terá capacidade de atender, por mês, 50 mil pessoas, sendo que hoje são 20 mil atendimentos. A área de internação também será contemplada com a construção de mais 10 apartamentos, na primeira fase, totalizando 38 e, para atender à nova estrutura, a Santa Casa duplicou sua capacidade energética com o projeto de nova cabine primária.

A segunda fase da obra, prevista para o próximo ano, prevê a construção de um prédio com 10 andares que comportarão, entre outras instalações, um hospital de retaguarda com até 80 leitos, para abrigar pacientes da Rede pública (SUS) que necessitam de internação permanente, mas que apresentam quadro clínico estável, necessitando de cuidados clínicos não intensivos. Com isso haverá liberação de leitos nos hospitais da região para atendimento aos casos mais graves e cirúrgicos. Um hospital infantil e um centro obstétrico também estão nos estudos. “Em três anos, a Santa Casa de Mauá se tornará referência regional”, ressalta o superintendente Harry Horst Walendy.

Comente isso! Comentar

  • Não existem comentários ainda, clique em comentar e seja o primeiro!
Acesse nossos canais