SERÁ QUE ESTAMOS SÓS NO UNIVERSO?

0 Comentários 702 Visualizações
SERÁ QUE ESTAMOS SÓS NO UNIVERSO?

A busca do homem é antiga.

O homem buscou as estrelas, buscou deuses e deusas, buscou sempre no exterior a solução para seus problemas, o milagre em forma de resgate. Algo que possa se apegar, segurar com todas as forças. A inconseqüente e desesperada busca de salvação.

Do outro lado, parte dos homens se entregam ao ceticismo, ao vazio da existência, a negação de tudo que não se consegue compreender e buscam também, no exterior, as provas do pouco que acreditam.

Quando será que os homens compreenderão que o verdadeiro caminho é o do interior, o do equilíbrio, o caminho do meio.

Só estaremos prontos para conhecer a verdade quando nos conhecermos e quando estivermos abertos para novas possibilidades, novas idéias.

Não estamos preparados ainda para compreender, mas já é tempo de caminharmos nesse sentido. A hora é essa, já adiamos demais o nosso despertar, a nossa conscientização.

Buscamos civilizações em outros mundos, queremos saber quem são, o que fazem, o que querem. Por que não buscamos primeiro a nós mesmos? Por que não nos empenhamos em nos conhecer, saber nossas potencialidades para poder desenvolvê-las, saber nossas falhas para poder corrigí-las e acima de tudo, saber o que podemos fazer por nosso planeta, pela vida, pelo universo? Há tantas coisas ainda para descobrir...

Somente a partir daí conseguiremos ter o preparo necessário para mantermos contato com outras civilização, poder trocar informações e aprender de forma mais efetiva, pois teremos a consciência ampliada, um propósito e vencido nossos medos e receios.

A “salvação” está no interior de cada um, na mudança de hábitos, de atitudes, de dogmas e crenças, em desenvolvermos amor incondicional, nos livrarmos das amarras que nos prendem e impedem o nosso despertar, o nosso crescimento.

Devemos procurar sempre ser Luz para que possamos iluminar e trazer consciência aos outros.

Busquemos sim os nossos irmãos do espaço, mas busquemos antes de tudo, a nós mesmos.

Sejamos fortes e encaremos de frente as novas mudanças, afinal não estamos sozinhos.

Autor: Cibele Julio Augusto – Terapeuta Holística e professora de Hatha e Kundalini Yoga

Comente isso! Comentar

  • Não existem comentários ainda, clique em comentar e seja o primeiro!
Acesse nossos canais